Geral
06/03/2020 14:11:06, escrita por SERRANOSSA

Prefeitura de Bento anula contratação emergencial de empresa terceirizada que substituiria a CCS

Nessa terça-feira, 02/06, a prefeitura de Bento Gonçalves publicou no Diário Oficial a anulação da contratação da GFG Recursos Humanos, que iria substituir a terceirizada CCS. O contrato com a empresa atual irá encerrar neste mês de junho e o processo licitatório que iria escolher a nova terceirizada foi suspenso pelo Tribunal de Justiça. Dessa forma, a prefeitura havia realizado um processo emergencial, que teve a GFG como vencedora, diante de outras 5 empresas que também estavam concorrendo. 

Entretanto, a Procuradoria Geral da prefeitura afirma que foram constatadas “incongruências dos documentos” apresentados pela empresa, o que resultou na suspensão da contratação. Agora, conforme a prefeitura, será realizada a contratação de uma das outras empresas que estavam concorrendo no processo emergencial. O valor total do contrato, que terá duração de 180 dias, será de R$ 2.072.850,01.


 

Pagamento de funcionários da CCS

As irregularidades no pagamento de funcionários da atual empresa terceirizada, a CCS, continuam sendo relatados. No salário referente ao mês de abril, a empresa havia descontado os valores referentes ao vale transporte e alimentação de profissionais da educação, usando como argumento a paralisação dos serviços em virtude da pandemia. Entretanto, a prefeitura garante que realizou o repasse do valor integral à empresa e aguardava liberação da justiça para liberar os vales. Agora, caberá à prefeitura repassar aos funcionários o valor que estava retido. 

Para evitar novas complicações, os valores referentes ao mês de maio também serão entregues pela prefeitura diretamente aos funcionários. Além disso, foi autorizado o bloqueio de R$ 1.327.000,00 para pagamento da rescisão contratual dos funcionários, que serão desligados devido ao encerramento dos contratos neste mês de junho. "Estamos garantindo judicialmente que os servidores recebam o salário e o pagamento da rescisão", afirma o procurador geral, Sidgrei A. Machado Spassini.

O pagamento aos servidores começou a ser depositado nesta quarta-feira, 03/06 pela secretaria de Finanças e seguirá durante a semana.  

Foto: Eduarda Bucco
 




Curta o SERRANOSSA