Geral
23/02/2021 16:47:15, escrita por SERRANOSSA

Sindiserp emite nota de repúdio sobre declarações de vereadores contra professores

Sindicato cita exemplos de Casas Legislativas e vereadores do RS que estão empenhados em encontrar soluções para garantir a segurança dos estudantes e professores

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bento Gonçalves (Sindiserp) emitiu uma nota de repúdio nesta terça-feira, 23/02, em relação às declarações dos parlamentares Rafael Pasqualotto (PP) e Anderson Zanella (PP) sobre a volta às aulas. A nota é assinada pela presidente Neilene Lunelli. 

Durante sessão ordinária na segunda-feira, 22/02, eles criticaram os profissionais que não concordam com a retomada às salas de aula por conta do estágio em que se encontra a pandemia no RS. Pasqualotto chegou a sugerir, inclusive, que as pessoas filmassem os professores que se recusam a retornar e que continuam indo para supermercados, praças e eventos sociais. Já Zanella criticou a posição do Sindiserp de ser contrário à retomada das aulas antes da vacinação. 
“A utilização do poder de fala que possuem os Vereadores em um Município não pode nunca se tornar agressão a quaisquer pessoas e/ou entidades representativas sob pena de configurar-se politicagem e até mesmo crime contra a honra”, declarou o sindicato em nota. Ainda, afirmou que respeita as manifestações de políticos, “desde que as mesmas sejam respeitosas e que sejam amparadas em dados científicos e/ou legais”. 

O sindicato também ressaltou que os funcionários públicos estão atuando na linha de frente da COVID-19 e que são eles que mantém a educação neste período. “Temos que além de repudiar as declarações, também trazer nesta nota bons exemplos de como os nossos representantes podem atuar firmemente na busca pela saúde de todos e do retorno às aulas, e, ainda, serem cooperativos com o Sindiserp-BG”, comentou o sindicato ao introduzir uma ação realizada na Câmara de Vereadores de Bagé. No município da campanha, juntamente com a administração municipal e o ministro Onyx Lorenzoni, conseguiram vacinas para todos os professores. “Além da iniciativa tomada pelo Poder Legislativo de Bagé, a Câmara de Vereadores da cidade de Veranópolis no último dia 22/02/2021, promoveu a votação do Projeto de Lei que tem como objetivo a vacinação prioritária dos professores”, continuou a nota.  

Por fim, o sindicato cita o exemplo da vereadora Lucilene Marchi, de Carlos Barbosa, a qual apresentou um pedido de vacinação para professores, monitores e auxiliares gerais de creche, bem como demais profissionais que atuam na educação, nas redes pública e privada, inclusive motoristas de vans e ônibus escolares, como grupo prioritário.  

“Ao contrário do afirmado por alguns membros da Casa Legislativa da Cidade de Bento Gonçalves, o retorno das aulas é importante sim, no entanto, a segurança dos profissionais também se faz de extrema importância, a fim de evitar a superlotação em hospitais, bem como, evitar futuros desfalques de profissionais da educação”, analisa o sindicato. “Na batalha contra a Covid-19 não pode existir lado que não seja o da saúde e da vida”, enfatiza.
 




Curta o SERRANOSSA