Geral
06/10/2021 10:55:45, escrita por Eduarda Bucco

Bento e Garibaldi devem introduzir programa de escola cívico-militar ainda neste ano

Em Bento, modelo será posto em prática na EMEF Maria Borges Frota. Em Garibaldi, será na EMEF Attílio Tosin

Os municípios de Bento Gonçalves e Garibaldi estão próximos de introduzir o primeiro modelo de escola cívico-militar, iniciativa do governo do Estado, com base no Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. No dia 01/06, a comunidade escolar da EMED Atílio Tosin votou favorável à implantação do programa. Entre pais, responsáveis e professores, 115 dos 140 votantes que compareceram foram favoráveis à adesão da iniciativa, ou seja, 82,14%. Em Bento Gonçalves, a secretaria de Educação afirma que a iniciativa também foi bem aceita pela comunidade da EMEF Maria Borges Frota (Caic), localizada no Zatt. 

Bento e Garibaldi estão entre os 44 municípios gaúchos selecionados para o programa, após manifestarem interesse ao governo do Estado. Agora, as instituições aguardam o próximo passo, que é a escolha de um profissional, militar da reserva, que será responsável pelo monitoramento do programa. “Os monitores reservistas aposentados interessados em fazer parte do programa passarão por um processo seletivo, e após, por treinamento”, explica a secretária de Educação, Beatriz Arregui Sopelsa. 

O programa do governo federal apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa, com a participação do corpo docente da escola e apoio dos responsáveis. “O modelo a ser implementado tem o objetivo de melhorar o processo de ensino-aprendizagem, bem como acompanhar, proteger e auxiliar alunos e professores, não admitindo ações de qualquer natureza que possam colocar em perigo a dignidade e segurança de todos os envolvidos no processo”, complementa a secretária. 

A previsão de implantação, conforme a diretora da escola Attílio Tosin, Ivete Benini, é para setembro deste ano.

Sobre a escolha da escola, o prefeito Alex Carniel comenta que a prefeitura tem buscado formas de qualificar o ensino do município desde o início do mandato. "A escola cívico-militar é mais um entre tantos esforços que estamos realizando, sempre dialogando e construindo junto com a comunidade. É uma oportunidade de ofertar uma nova experiência, mas que já apresenta resultados muito interessantes", destaca.

Em Bento, a secretária de Educação, Adriane Zorzi, adianta que há o interesse de implementar o programa em outras instituições. “Estamos aguardando o ‘ok’ do governo do Estado.  Assim que estiver funcionando na EMEF Maria Borges Frota, daremos início a escolha de outra escola”, adianta. 
 




Curta o SERRANOSSA