Negócios
21/06/2019 13:27:05, escrita por SERRANOSSA

30 safras da Miolo

Jovem, porém madura, marca é a maior produtora de vinhos finos do país, única em quatro terroirs e com presença em mais de 30 países, com produção anual de 10 milhões de litros e um portfólio de 110 rótulos

De gole em gole, a Miolo chega aos 30 anos como a vinícola brasileira com maior presença no mundo, exportando para mais de 30 países de todos os continentes. De 30 hectares em 1989, a vinícola cultiva hoje, 30 safras mais tarde, cerca de 950 hectares de vinhedos em quatro terroirs brasileiros: Vale dos Vinhedos (Serra Gaúcha), Seival/Candiota (Campanha Meridional), Almadém/Santana do Livramento (Campanha Central) e Terranova/Casa Nova (Vale do São Francisco), sendo a única empresa do setor genuinamente brasileira com atuação em quatro diferentes regiões produtoras. Com uma produção anual de cerca de 10 milhões de litros, é a marca que detém o maior portfólio de rótulos verde-amarelos, exibindo centenas de prêmios conquistados no mundo inteiro.

Adriano Miolo, diretor superintendente da Miolo | Fotos: Divulgação Vinícola Miolo


A paixão pelo mundo do vinho começou do outro lado do Atlântico, na Itália, com Giuseppe Miolo, que trouxe para o Vale dos Vinhedos, ainda em 1897, a vocação no cultivo das uvas. De geração em geração o hábito se manteve e em 1989 a família passou a elaborar seu próprio vinho, lançando em 1992 a primeira garrafa com a marca, o Merlot Safra 1990, com uma partida inicial de oito mil garrafas. Dois anos mais tarde, em 1994, é lançado o Miolo Seleção, que logo se torna o vinho mais distribuído da empresa.


A expansão do negócio começou em 1998. O Projeto Qualidade trouxe investimentos na terra, tecnologia, recursos humanos e no próprio consumidor. O resultado foi o Projeto Expansão do Terroir Brasileiro com instalação em outras três unidades. Do Vale dos Vinhedos, a marca segue para a Campanha Gaúcha, com a Estância Fortaleza do Seival, em 2000, e no ano seguinte dá início ao projeto no Vale do São Francisco. Outro importante passo se deu em  2009 com a aquisição da Almadém, em Santana do Livramento, onde a Miolo introduziu a colheita mecânica e mais recentemente a primeira colheita noturna mecanizada. Lá, é cultivado o vinhedo em espaldeira mais antigo do Brasil.


Com toda esta expansão, a marca, uma das fundadoras do Wines of Brazil, ultrapassa fronteiras, abrindo novos mercados. O pioneirismo na elaboração dos vinhos se estendeu para o enoturismo, gerando experiência, aproximando e formando novos apreciadores da bebida. Assim é no Vale dos Vinhedos com o Wine Garden Miolo, assim é no Vale do São Francisco com o Vapor do Vinho pelo Velho Chico, onde a Miolo transformou o sertão em vinhedo. Esse mesmo espírito empreendedor que fez da pequena vinícola familiar a maior produtora de vinhos finos do Brasil em apenas 30 safras é que move gerações e aproxima quem sonha de quem quer fazer. Com um time de 26 enólogos, liderados por Adriano Miolo, diretor superintendente da Miolo, a empresa abraça centenas de profissionais nas quatro unidades.


 

A Miolo No Brasil


 

Endereço: ERS-444, Km 21 – Vale dos Vinhedos
Bento Gonçalves – RS - CEP: 95711-000
Para agendamentos e visitações:
Telefones (54) 2102 1540 e (54) 2102 1537 
ou pelo e-mail [email protected]



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA