Política
18/12/2018 09:51:36, escrita por SERRANOSSA

Câmara de Vereadores aprova projetos relacionados à causa animal e concessão da Casa do Vinho

A outorga da concessão de uso do espaço público na Casa do Vinho foi autorizada pela Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, 17. O projeto foi anunciado pelo prefeito Guilherme Pasin, no último dia 5, no pacote de obras 2019. A concessão permitirá a abertura de um comércio de produtos de café e vinhos ao lado da comercialização das agroindústrias familiares. “É importante ressaltar que a venda dos produtos coloniais e de artesanato, que já é um sucesso, permanece normalmente. O que faremos é agregar mais um espaço de convivência para a comunidade”, enfatiza o secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto.

Na sessão de segunda, além da concessão, foram aprovados outros dois projetos de lei e dois pedidos de vista. O plenário ainda rejeitou um projeto de lei. As três proposições aprovadas seguem agora para a sanção ou o veto do prefeito municipal.

Duas das pautas aprovadas dizem respeito à causa animal. De forma unânime, um pedido de vista do vereador Volnei Christofoli ao PLO nº 236/2017, de autoria do vereador Gustavo Sperotto (DEM), foi aprovado. A intenção da matéria é proibir a prática de "manter animais presos em pátios com coleiras, correntes ou assemelhados" no município. Já o PLO nº 30/2018, também protocolado pelo vereador Sperotto, foi aprovado por maioria de votos. A matéria "dispõe sobre a liberação da entrada de animais de estimação nos estabelecimentos de saúde da rede municipal e hospitais privados conveniados com ela para visitas a pacientes internados". O vereador Moacir Camerini votou contra a proposição.

 


 

Em seguida, foi aprovado, por maioria de votos, o PLO nº 172/2018, por meio do qual o Poder Executivo solicitou a abertura de um crédito especial de R$ 743.888,64 para o município a fim de pagamento de Passivo Atuarial. Os vereadores Agostinho Petroli (MDB) e Moacir Camerini (PDT) manifestaram-se contrários à matéria.

Já o PLO nº 158/2018, de autoria do vereador Moacir Camerini, foi rejeitado por maioria de votos. O projeto pretendia alterar o parágrafo único do artigo 1º da Lei Municipal nº 1.866/1990, a qual "estabelece a isenção do pagamento de tarifa do transporte coletivo do município de Bento Gonçalves para as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos e dá outras providências". Votaram de forma favorável à matéria os vereadores Agostinho Petroli, Marcos Barbosa (PRB) e Moacir Camerini.

Por fim, os parlamentares aprovaram, de forma unânime, um pedido de vista do vereador Anderson Zanella (PSD) ao PLO nº 175/2018, protocolado pelo vereador licenciado Eduardo Virissimo (PP). A proposição "dispõe sobre a obrigatoriedade dos estabelecimentos comerciais utilizarem canudos fabricados com produtos biodegradáveis ou similares no município".

 


 

Sessões no final do ano

Ao final da sessão, o plenário também aprovou, por maioria de votos, a antecipação das sessões ordinárias que seriam realizadas nos dias 24 e 31 de dezembro. Com a mudança, as sessões acontecerão nessa quinta-feira (dia 20), às 14h, e nessa sexta-feira (dia 21), às 10h, conforme proposto pelo vereador Gilmar Pessutto (PSDB). Os vereadores Agostinho Petroli, Moacir Camerini e Rafael Pasqualotto (PP) votaram contra o pedido.

Você pode assistir à gravação da sessão, na íntegra, no canal da Câmara no Youtube (clique aqui)



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA