Política
28/02/2021 13:26:54, escrita por Raquel Konrad

Após polêmica, vereadores protocolam moção de apoio à inclusão de profissionais de educação em vacinação da Covid-19

Na última segunda-feira, 22/02, a sessão da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves foi alvo de muitas críticas por conta dos discursos de alguns vereadores que, em tribuna, condenaram professores que se sentem inseguros de voltar as salas de aula antes da vacinação. O presidente da casa, Rafael Pasqualotto, chegou a sugerir que a comunidade filmasse aqueles que estivessem em supermercados e praças.

Após a repercussão negativa, os vereadores Ari Pelicioli, do Cidadania, Duda Pompermayer, do DEM, Gava, do PDT, e Rafael Fantin, o Dentinho, do PSD protocolaram Moção de Apoio e Aplauso aos Profissionais da Educação, propondo ao Poder Executivo que a Secretaria Municipal de Saúde em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação proceda a realização de estudo de viabilidade técnica para vacinação contra a COVID-19 de professores, monitores e auxiliares gerais de creche, bem como demais profissionais que atuam na educação, nas redes pública e privada, inclusive motoristas de vans e ônibus escolares. De acordo com o Pelicioli, “é de extrema relevância que os profissionais que atuam na educação tenham a vacinação priorizada, cuja imunização irá proteger profissionais, suas famílias e crianças e jovens que frequentam o ambiente escolar”, declarou Ari. 

Gava destacou a importância da imunização dos profissionais para a retomada das atividades. "Além do respeito às atividades e da valorização pela vida, estrategicamente, a vacinação desses profissionais estaria perfeitamente alinhada à necessidade de flexibilização e ações para a retomada das rotinas escolares. A decisão de manter as crianças em casa impacta na rotina da família, dos pais, das empresas onde estas pessoas trabalham, enfim, de toda a cadeia de serviços e da logística educacional", disse.  

Dentinho defendeu que o retorno as aulas é importante, mas é preciso garantir a maior segurança possível aos professores, funcionários e alunos. Dentinho tem questionado os protocolos de vacinação estabelecidos pelos governos estadual e federal, principalmente a abertura aos grupos de profissionais de saúde que não atuam na linha de frente de combate à pandemia, e já defendeu em plenário a necessidade de vacinação dos idosos e professores nos grupos prioritários. “Seria justo que a sua professora de pilates tenha recebido a vacina antes do seu avô, ou mesmo antes dos professores e funcionários das escolas que já estão recebendo os nossos filhos? Pois estes são dois exemplos do que está acontecendo em Bento Gonçalves”, afirmou o vereador na sessão parlamentar do dia 15 de fevereiro.

Já Duda sugere uma Moção de Aplauso aos profissionais da educação em reconhecimento aos esforços neste momento difícil. 
 




Curta o SERRANOSSA