Saúde
09/03/2019 09:00:55, escrita por SERRANOSSA

Hospital São Roque leva exposição Pulmão Gigante à Multifeira de Carlos Barbosa

O Hospital São Roque estará participando da Multifeira da ACI em Carlos Barbosa, mostrando ao público a campanha “Juntos contra o Câncer”. A grande atração será a exposição do Pulmão Gigante, no qual os visitantes poderão visualizar um lóbulo do pulmão sadio e o outro doente e se conscientizar sobre a importância de não fumar ou de tomar a decisão de parar de fumar.


O Circuito do Pulmão Gigante faz parte de projetos do Instituto Tacchini de Pesquisa em Saúde (ITPS) e nestes projetos são disponibilizados exames gratuitos de detecção e rastreamento de câncer de pulmão. A Multifeira da ACI acontecerá nos dois primeiros finais de semana de setembro, no Parque de Eventos Guido Pasqual Sganderlla, em Carlos Barbosa.

 

Outros assuntos
As equipes do Hospital São Roque que participam da Multifeira também aproveitarão a oportunidade para sensibilizar o público sobre outros assuntos: no dia 14, às 13h30, acontece a palestra sobre “Cuidados com o Idoso”, ministrada pelo educador físico Tiago Bacon e pelo Fisioterapeuta João Marcos Dall’Onder. No mesmo dia, às 16h, será realizada a palestra “Sinal Amarelo para a Vida – Falando sobre Suicídio”, com o psiquiatra Roberto Nichetti. Esse evento faz parte das ações alusivas ao Setembro Amarelo, mês voltado à prevenção do suicídio. 


Fique atento

Câncer de Pulmão
3ª maior incidência em homens e a 5ª maior em mulheres.
9 em cada 10 pacientes apresentam estágio avançado da doença ao diagnóstico e são fumantes.

Tabagismo
8 em cada 10 fumantes iniciaram o hábito antes dos 18 anos.
O tabagismo passivo é considerado um risco para doenças.
Terapias para parar de fumar têm se demonstrado efetivas.
O risco de doença reduz com o passar dos anos após parar de fumar.

Benefícios de parar de fumar
1 ano após parar de fumar, o risco de infarto e de acidente vascular cerebral reduz em 50% e se normaliza ao de não fumantes entre dois a cinco anos. 
O risco de câncer de pulmão reduz em 50% em 10 anos em comparação com alguém que ainda fuma.


Após 15 anos sem fumar o organismo se recuperou, ficando livre das 4.700 substâncias tóxicas advindas do cigarro.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA