Saúde
01/01/2020 19:39:11, escrita por SERRANOSSA

Doação de múltiplos órgãos realizada no Tacchini vai salvar a vida de pelo menos 8 pessoas

A chegada de um novo ano é sempre um momento de fé e esperança em dias melhores. Quando se fala em doação de órgãos, então, o tema é ainda mais delicado, pois na outra ponta estão familiares enlutados com a perda de um ente querido. E foi justamente neste momento de dor que os familiares de uma mulher de 32 anos tiveram a consciência e o discernimento de tomar uma atitude para lá de nobre, doando seus órgãos. "Era início da noite de segunda-feira, 30/12, quando a notícia foi dada à família. A partir disso, recebemos o sinal positivo por parte da mãe, que quer saber que sua filha continua viva no corpo de outra pessoa", relata a enfermeira Ana Turmina, responsável no Hospital Tacchini pela comissão interna que capta órgãos para doações, a CIHDOTT.

 


Foto: Divulgação/Tacchini

 

Ela reconhece que após o falecimento do apresentador Gugu Liberato, o tema doação de órgãos ficou em evidência. "É claro que é muito recente e que repercutiu no país todo. Isso mexe com o público em geral e aguardamos que esse nível de consciência seja cada vez maior, como é o caso da família dessa jovem", elogia Ana.

 


Foto: Divulgação/Tacchini

 

No Tacchini o procedimento realizado na terça-feira, dia 31/12, teve início às 11h10 e durou até as 14h30. "Nesta hora é importante ter na cidade a estrutura do aeroporto, pois a equipe veio  do Hospital de Clínicas em um avião e isso reduz muito o tempo de deslocamento. No caso de um coração, por exemplo, são apenas quatro horas entre a retirada do órgão e a realização do transplante, lembra Ana.

 


Foto: Divulgação/Tacchini

 

O Hospital Tacchini conta com total estrutura física, equipamentos e equipes treinadas para a retirada de órgãos e inclusive realiza o transplante de córneas através do Hospital São Roque, em Carlos Barbosa, que integra o Tacchini Sistema de Saúde. Até mesmo a retirada de ossos pode ser feita no Tacchini, procedimento recentemente realizado pela equipe do médico ortopedista Dr. André Kruel.

A CIHDOTT

A Comissão Intra Hospitalar para Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes existe no Tacchini há mais de 20 anos, sendo formada equipe multiprofissional, habilitada para agir nas 24h do dia. Em 2019, foram 11 captações de  múltiplos  órgãos. "É um trabalho muito delicado, pois agimos no momento mais delicado das famílias. É preciso saber acolhê-las, confortá-las sem deixar de lado parte racional, porém, de forma totalmente humanizada e com empatia. Acho que é uma missão nobre que realizamos", reconhece.




Curta o SERRANOSSA