Saúde
23/03/2020 15:54:26, escrita por Eduarda Bucco

Respiradores em Bento poderão atender até quatro pacientes simultaneamente

Bento Gonçalves está sendo exemplo para outros municípios brasileiros no combate ao novo Coronavírus. Por meio de uma união entre poder público e classe civil, diversas medidas eficazes já foram postas em prática para combater a doença. É o caso dos novos equipamentos capazes de multiplicar a capacidade dos respiradores, essenciais no atendimento de pacientes com a Covid-19, a doença causada pelo Coronavírus. Até então, Bento possuía capacidade de atender cerca de 45 pessoas que precisassem de respiradores. A partir desses novos equipamentos, desenvolvidos pelo diretor industrial da Meber, Marcio Chiaramonte, será possível atender até 180 pacientes – quatro em cada respirador. 

Segundo o Secretário de Saúde, Diogo Siqueira, a ideia de criar esses multiplicadores em Bento Gonçalves partiu dos médicos Rafael Massusti e Aumari Vargas, coordenadores da UPA. “Então o presidente do CIC, Rogério Capoani, sugeriu o Márcio Chiaramonte, que era o grande inventor da cidade, e o Márcio rapidamente entendeu o que a gente queria. É uma questão de guerra isso aí, não se usa no dia a dia, o pessoal não aprende na faculdade”, analisa. 


 

Seguindo o exemplo da Itália, onde também foi realizada a multiplicação da capacidade desses equipamentos, Chiaramonte conseguiu implantar o sistema em Bento Gonçalves. “Eu vi por meio de vídeos que estavam sendo utilizadas as mesmas mangueiras que eu mesmo utilizo no meu equipamento de respiração, que preciso à noite. Então passei em uma loja, encontrei o material e logo fiz o protótipo”, relata Chiaramonte. 

De acordo com ele, os equipamentos foram desenvolvidos com conexões de água de PVC e conexões e canos de cobre. “O Coronavírus é uma espécie de pneumonia, quando a pessoa se contamina o pulmão pode entrar em falência. E aí ela só conseguirá ficar viva com o respirador. Se chegássemos a passar de 45 pessoas precisando desses aparelhos, a próxima atendida iria morrer”, exemplifica. A novidade já está disponível na UPA desde a semana passada.

Ainda segundo Chiaramonte, os novos equipamentos podem atender de 2 a 4 pessoas simultaneamente desde que elas apresentem um perfil semelhante (tanto físico, quanto de saúde) – o que possibilita que o mesmo volume de ar seja direcionado para cada paciente.  

A novidade já está chamando a atenção de outros municípios brasileiros, que deverão seguir o exemplo de Bento Gonçalves para também aumentar a capacidade de atendimento em suas unidades de saúde. “Aqui em Bento nós temos muitos respiradores, em comparação com outros municípios. Alguns, do tamanho de Bento, têm apenas dois respiradores. Então passei o dia inteiro falando com pessoas de UTI’s de diversas cidades, para que elas também possam implantar o sistema”, finaliza. 

Foto: Divulgação
 




Curta o SERRANOSSA