Saúde
04/07/2021 11:34:55, escrita por Eduarda Bucco

Ocupação na UTI do Tacchini tem redução de 11% 

Há um mês, hospital estava com 61 pacientes internados. Atualmente, número baixou para 54 pessoas em estado grave

A situação da UTI do Hospital Tacchini tem sido o principal medidor da pandemia em Bento Gonçalves. Durante o mês de março, a estrutura que conta com apenas 45 leitos chegou a atender até 71 pacientes graves – uma ocupação superior a 150%. Conforme dados fornecidos pelo Hospital Tacchini, há um mês havia 63 pacientes internados em regime de UTI. Nesta semana, o número baixou para 54 pessoas, uma redução de 11%. Desses, 18 são pacientes confirmados com a COVID-19 e três são suspeitos. Fora dos leitos críticos o dado também apresentou melhoras: há um mês eram 44 pacientes internados com a COVID e, atualmente, são 37 pessoas, incluindo casos suspeitos – uma redução de mais de 15%. 

Além disso, o recebimento nesta semana de novos lotes de dois dos medicamentos que fazem parte do “kit intubação” também trouxe um pouco de alívio ao hospital. Até então, até mesmo as cirurgias oncológicas haviam sido suspensas por conta da falta de medicamentos. 

Mesmo assim, o alerta continua. Apesar da melhora do cenário em comparação ao mês passado, a taxa de ocupação na UTI do Tacchini continua acima de 100%, o número de novas infecções e de casos ativos no município continua alto –  são 1.732 pessoas com o vírus ativo –e o mês de abril já teve registro de oito novos óbitos de pacientes com a COVID-19. Autoridades ainda temem um novo pico nas próximas semanas, devido às viagens e confraternizações de Páscoa. 
 




Curta o SERRANOSSA