Segurança
29/08/2019 19:30:16, escrita por Greice Scotton Locatelli

Para não precisar ir até a delegacia

Nenhuma das 351 pessoas que estiveram na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Bento Gonçalves (DPPA) no mês de julho para registrar perda de documentos precisaria ter ido até o local. Todas elas poderiam ter simplesmente entrado na internet e registrado o fato no site da Delegacia Online (www.delegaciaonline.rs.gov.br). O registro vale tanto quanto o feito presencialmente em qualquer delegacia, com algumas vantagens: além de mais rápido, evita o deslocamento e a fila de espera. 

“É muito mais prático para o cidadão, que não precisa vir até a delegacia e esperar na fila. Embora o registro de uma perda de documento, por exemplo, seja rápido, dependendo do movimento da delegacia e da quantidade de flagrantes a espera pode ser grande”, explica o delegado titular da DPPA, Arthur Reguse. “Temos tido muitos fatos não criminais registrados pessoalmente. Ocorrências como perda de documento, discussões familiares, brigas de vizinho, desavenças relacionadas à guarda dos filhos, perturbação da tranquilidade, furto, roubo e crimes contra a honra (difamação, calúnia, injúria e ofensas em geral), entre outras situações, acabam sobrecarregando a delegacia e poderiam ser facilmente registrados via internet. É prático para quem precisa registrar e eficaz para a Polícia Civil, que consegue otimizar o atendimento”, comenta o delegado.

 


 

Neste mês, a Polícia Civil lançou uma campanha em nível estadual para estimular o uso da delegacia online – o portal existe desde 2002, mas muita gente ainda desconhece a existência dele e as facilidades que oferece. De acordo com a delegada Silvia Cristina Sehn, responsável pela Delegacia Online, 46% de todas as ocorrências que são registradas pessoalmente poderiam ser feitas pela internet – especificamente em casos de perda de documento, apenas 15% são comunicadas via online.
 

Registre na internet


 

O processo é simples. Basta acessar o site www.delegaciaonline.rs.gov.br e seguir as orientações da própria página, que são bastante didáticas e ilustradas. Podem ser registrados 16 tipos de situações: Abigeato, Acidentes de trânsito sem feridos, Ameaça, Dano, Danos causados por fenômenos da natureza, Desaparecimento ou localização de pessoas, Furto (assalto sem violência ou ameaça), Maus-tratos contra animais, Ofensas, Perda e localização de objetos e documentos, Perturbação da tranquilidade, Roubo (assalto com violência ou ameaça), Vias de fato (quando a ameaça é consumada) e Violação de domicílio.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA