Segurança
11/01/2019 11:52:27, escrita por SERRANOSSA

Júri Popular condena três réus acusados de cometer homicídio em 2015

O Júri Popular do caso Ednaldo Vicente de Oliveira foi realizado na última quinta-feira, dia 31, no Fórum de Bento Gonçalves. Os três réus, Giovani Dácio Galdino Ornelio, Jeferson Aguimar dos Santos e Sidnei Merlo, foram condenados. 

O crime aconteceu no dia 15 de maio de 2015, em uma parada de ônibus situada na rua Isidoro Cavedon, bairro Ouro Verde. De acordo com a denúncia, os três réus aguardaram a chegada da vítima, que retornava do trabalho de ônibus. Jeferson, que era enteado de Ednaldo, foi quem disparou a arma, contando com auxílio mútuo, material e moral dos outros dois acusados. 

O Conselho de Sentença acolheu a tese de defesa, afastando o homicídio qualificado por dificultar a defesa da vítima, e condenando os réus:

Giovani e Sidnei foram condenados pelo crime de porte de arma de fogo, em 3 anos de reclusão cada um, substituída por 2 penas restritivas de direito (prestação de serviços à comunidade e pecuniária) e responderão em liberdade. 

Jeferson, que disparou a arma de fogo, foi condenado por homicídio simples, sendo acolhida uma das causas de diminuição da pena (homicídio privilegiado), ficando assim em 6 anos e 8 meses de detenção, o qual cumprirá em regime inicial fechado.

Cabe recurso da decisão.



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA