Segurança
04/08/2020 14:56:17, escrita por Eduarda Bucco

Delegado alerta sobre golpes envolvendo o Coronavírus 

Nas últimas semanas, o avanço da pandemia do Coronavírus no Brasil tem facilitado a aplicação de golpes pela internet e pelo telefone. Alguns deles estão ligados a falsas doações de materiais ou dinheiro, que supostamente seriam destinados ao combate da COVID-19. Outros, ao auxílio emergencial de R$ 600 que começará a ser pago na quinta-feira, 09/04, aos trabalhadores informais de baixa renda. De acordo com o levantamento feito pela empresa de segurança digital PSafe, cerca de 2 milhões de brasileiros foram alvo de golpes na última semana. 


 

Em Bento Gonçalves, o delegado Álvaro Pacheco Becker, da 2ª Delegacia de Polícia, afirma que diversos golpes envolvendo o Coronavírus já foram aplicados no município.  “Já existem vários sites pedindo para as pessoas realizarem o recadastramento para receber o auxílio emergencial. A Caixa já orientou que quem tem Cadastro Único não precisa fazer nada e, quem não tem, faz direto pelo site ou pelo aplicativo, que são oficiais. Embora esses estelionatários têm a capacidade de fazer sites muito semelhantes, é importante ficar atento e acessar apenas os oficiais”, recomenda. 

Além dos sites falsos, o delegado ainda alerta para as ligações telefônicas que vêm sendo realizadas por golpistas, a fim de ter acesso a dados confidenciais. “Toda vez que alguém ligar, oferecer alguma forma de ajuda para agilizar o recebimento do auxilio, é golpe. Ninguém [da Caixa ou do governo federal] está autorizado a fazer isso. Eles [os estelionatários] pedem para a pessoa informar senha ou trocar senha, por exemplo, e na ânsia de receber esse dinheiro, as pessoas caem no golpe”, analisa. No caso do auxílio emergencial pago pelo governo federal, todos aqueles que já estão inscritos no Cadastro Único não precisam fazer nenhuma atualização. O pagamento será automático. Para os brasileiros não inscritos, é necessário fazer o cadastro no site oficial da caixa (auxilio.caixa.gov.br/#/inicio) ou pelo aplicativo gratuito: CAIXA | Auxílio Emergencial. “As pessoas vão receber diretamente em sua conta, sem a necessidade de interferência de terceiros”, ressalta. 

O delegado ainda solicita que as pessoas que têm acesso a essas informações sobre golpes, passem para aquelas que estão desinformadas sobre o assunto. “Agora que terá início o pagamento do auxílio, é o momento que eles vão cair em cima. E é uma penas que muitas pessoas não possam ficar sabendo”, comenta. 

Em caso de constatação do golpe, a pessoa deve registrar uma ocorrência por meio da Delegacia Online (https://www.delegaciaonline.rs.gov.br/dol/#!/index/main), ou presencialmente na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). A investigação ficará a cargo da Polícia Civil. 

 




Curta o SERRANOSSA