Segurança
08/10/2020 09:13:00, escrita por SERRANOSSA

Uma pessoa é presa e duas autuadas em abordagens contra aglomeração em Bento

Na tarde desse domingo, 09/08, a Guarda Civil Municipal (GCM) efetuou duas prisões e uma apreensão de veículo, durante três ocorrências em Bento Gonçalves. A primeira aconteceu por volta das 17h15. Uma dupla de motociclistas da GCM se deslocou até a rua Franklin Barbosa, no bairro Pradel, próximo ao Lar do Ancião, a fim de verificar uma denúncia de aglomeração. 

No local foi abordada uma motocicleta que transitava sem placa. Em vistoria no veículo, foi constatado que o número do chassi estava raspado e o número do motor era de outro veículo, com registro de circulação baixada. O veículo foi apreendido e apresentado na delegacia de Bento.
A segunda ocorrência foi atendida por volta das 18h, também após denúncia de aglomeração e falta de uso de máscaras no bairro Fátima. Uma dupla de guardas civis, juntamente com fiscais do município, se deslocaram até a o parque das Nascentes Chico Mendes, onde encontraram diversas pessoas reunidas e consumindo bebida alcóolica. 


 

Quando os guardas solicitaram a identificação das pessoas que estavam sem máscara, um homem proferiu xingamentos aos guardas e fiscais e negou se identificar. Por tal motivo, o homem de 35 anos, foi preso por desacato e conduzido ao plantão da Polícia Civil, onde foi devidamente identificado e efetuado registro da ocorrência. Ele foi enquadrado por crime de desacato e também pelo crime presente no artigo 268 do Código Penal Brasileiro (infringir determinação do Poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa). 

Na mesma ocorrência, os fiscais expediram dois autos de notificação por falta de uso de máscaras.

Na terceira ocorrência, por volta das 18h30, outra guarnição da GCM prendeu um homem de 37 anos por embriaguez ao volante. A prisão aconteceu na rua Nelson Carraro, bairro Santo Antão. A guarnição abordou uma motocicleta e percebeu que o condutor estava apresentando sinais de embriaguez, como hálito etílico e andar cambaleante. O condutor foi submetido ao teste do etilômetro, comprovando a embriaguez. 

Diante do fato, ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e autuado em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante, previsto no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro.

 Ele foi liberado após pagar fiança de R$ 1.000,00.
 




Curta o SERRANOSSA