Trânsito
23/08/2019 08:49:32, escrita por Greice Scotton Locatelli

BR-470: medida simples permite mais fluidez em horários de pico

Uma mudança simples, que teve impacto positivo imediato na BR-470. A liberação da terceira pista de tráfego na altura do quilômetro 217, especificamente entre o trevo da Geremia Redutores e o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi a solução encontrada pela PRF e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para minimizar os constantes congestionamentos que aconteciam no trecho, sobretudo em horários de pico, ocasionados pelo afunilamento do fluxo.  


A sinalização horizontal foi concluída na última semana e a pista está liberada desde a última segunda-feira, dia 19. Agora, os motoristas que seguem no sentido Garibaldi – Bento Gonçalves não enfrentam mais o afunilamento das pistas. A orientação é que quem queira acessar a cidade através da Pipa Pórtico se mantenha à direita e quem for fazer o retorno pela rodovia ou queira seguir para o Vale dos Vinhedos através do bairro Pomarosa fique à esquerda. Lembrando que no local há dois controladores de velocidade – máximo 50km/h para quem segue de Garibaldi a Bento e de 40km/h no sentido oposto.


Outra medida foi tomada  o entroncamento do acesso à Pipa Pórtico, onde o reforço na sinalização horizontal busca alertar os motoristas para redobrarem atenção | Foto: Greice Scotton Locatelli


Em poucos dias, de acordo com o chefe de Policiamento e Fiscalização, policial rodoviário federal Benedetti, a medida tem surtido efeitos positivos. “Foi feita uma análise em conjunto entre a PRF e o DNIT buscando justamente minimizar os constantes congestionamentos em horários de maior movimento. Optamos por ocupar toda faixa de domínio e suprimir a canalização e já nos primeiros dias foi possível perceber melhora no fluxo. Antes, chegamos a registrar até 4km de lentidão no início da manhã ou final da tarde”, explica.


Outra intervenção simples ocorreu na altura do acesso pela Pipa Pórtico, onde acidentes têm sido registrados por desobediência à sinalização, em sua maioria. Próximo ao controlador de velocidade, o DNIT pintou faixas horizontais. “É um ponto crítico em que muitas colisões ocorrem por desrespeito à sinalização de parada. Esse reforço alerta os condutores e estimula a redução de velocidade de quem segue pela BR-470”, explica Benedetti.


Liberação de pista no trecho que passa próximo ao posto da PRF na BR-470 tem surtido efeito na diminuição dos engarrafamentos registrados em horários de pico | Foto: Greice Scotton Locatelli


Imprudência é um problema

Mais condições estruturais são uma medida eficaz quando o assunto é segurança viária, entretanto, o fator humano é determinante. Na BR-470, no trecho de responsabilidade da 6ª Delegacia da PRF (entre os municípios de André da Rocha e Salvador do Sul), ocorreram 9 mortes desde o início deste ano, 7 delas envolvendo motoristas alcoolizados. Benedetti explica que a alcoolemia aparece entre as principais causas de acidentes, junto com uso de celular ao volante e ultrapassagem em local proibido (especialmente em trechos de serra). 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA