Vida & Estilo
02/10/2012 13:48:12, escrita por SERRANOSSA

Rotina pode ajudar no desempenho escolar

Estabelecer horário para dormir, estudar, assistir televisão e brincar é fundamental na aprendizagem

Seu filho teve dificuldade na escola no ano passado? Ele tem horário determinado para estudar, brincar e assistir televisão? Criar uma rotina clara de afazeres pode auxiliar diretamente na aprendizagem escolar. 

A psicopedagoga Letícia Casonatto, de Bento Gonçalves, explica que é essencial que a criança possua determinados horários para realizar suas tarefas escolares e cotidianas. “A rotina é uma organização consciente que a criança vai aprendendo em sua casa desde o nascimento e se inicia com a constância repetitiva de ações que os pais vão pacientemente ensinando, fazendo junto e cobrando, como os horários estipulados para várias ações. Lembrando que os valores vão sendo desde sempre não somente ensinados, mas principalmente vividos pela família”, destaca.

Além da criança, todos os familiares, principalmente os pais, devem estar envolvidos. “Estabelecer uma rotina muitas vezes exige dos pais persistência e paciência, pois a rotina é uma história cotidiana, é repetição, e as regras devem ser colocadas de forma firme, segura e serem cobradas” ensina. Letícia acrescenta que “a criança aprende observando e fazendo-se pertencente a uma casa organizada e com regras claras e determinadas, através do carinho e segurança dos pais, que são os verdadeiros responsáveis pela educação dos filhos”, destaca.

Tarefas escolares

Para um bom rendimento escolar, além de uma rotina diária consistente, com horários determinados para brincar, dormir, assistir televisão, entre outros, é importante a participação dos pais. “Eles devem estar presentes, mostrar interesse, valorizar o conhecimento, encorajar e inspirar seus filhos a serem competentes e aprenderem mais”, destaca.

Nos casos em que a criança ou adolescente apresentam dificuldade para aprender é importante que os pais procurem ajuda do professor ou de um profissional, para juntos avaliarem o que está causando a dificuldade. “O importante é procurar ajuda logo, não deixando que as dificuldades iniciais aumentem e prejudiquem o rendimento escolar no final do ano”, enfatiza Letícia.

Para estabelecer a rotina:

*A família deve fazer as refeições (pelo menos uma delas) no mesmo horário;

*Seguir a mesma rotina para as tarefas cotidianas como vestir os filhos, levá-los e buscá-los na escola, prepará-los para dormir;

*Acordar e dormir mais ou menos no mesmo horário (de segunda a sexta), tanto para os filhos como para os pais;

*Procurar realizar as tarefas escolares no mesmo horário ou local;

*Definir atividades domésticas para os filhos como guardar os brinquedos, alimentar o cachorro, arrumar a cama e secar a louça, entre outros;

*Identificar as atividades que os filhos fazem junto ao computador, TV e games e, a partir deste conhecimento, definir um tempo ideal de assistência e programação.

Para realizar tarefas

*No início da vida escolar a criança precisa do auxílio de um adulto, ajudando-a a organizar uma rotina com horários definidos para a realização do tema escolar;

*Crianças que ainda não leem e escrevem, dependem que alguém leia para elas o que é preciso ser feito;

*Ajude a separar o material necessário para a realização da tarefa;

*Escolha com a criança ou adolescente um lugar adequado para realizar o tema;

*Jamais faça o tema para seu filho! Os pais devem ser parceiros ajudando-o através de questionamentos que gerem reflexão para que a criança encontre o caminho que deverá trilhar sozinha;

*À medida em que a criança vai crescendo, o ideal é permitir que ela, por si mesma, lembre-se do horário do tema e organize-se sozinha;

*Evite fazer correções, esta tarefa é da professora.

Sete maneiras de ajudar seu filho a estudar

1. Defina os deveres e direitos da criança, para que ela saiba que tem a hora das obrigações e também a hora certa de se divertir; 

2. Estabeleça lugar e horário fixos de estudo. De preferência, bem longe da televisão e do videogame;

3. Quando possível, permita reuniões com os colegas do seu filho para estudarem juntos e trocarem informações sobre as matérias. Mas fique de olho, para garantir que não percam o foco;

4. Fique por perto quando perceber que ele tem dúvidas e ajude no que souber. Se você também não sabe a resposta, ofereça companhia para pesquisar;

5. Ajudá-lo a memorizar a matéria de uma forma divertida, cantando fórmulas ou contando histórias, por exemplo, pode ajudar;

6. Aconselhe seu filho a fazer resumos das matérias que aprendeu naquele dia, principalmente das que tem dificuldade. Isso vai facilitar na hora de estudar para as provas;

7. Estimule a capacidade do seu filho, dizendo sempre que acredita nele e que ele vai conseguir. Não perca a paciência logo nesse momento: o que ele precisa é de pensamento positivo.


Katiane Beal Cardoso

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Grupo SerraNossa




Curta o SERRANOSSA