Vida & Estilo
15/06/2012 15:56:54, escrita por SERRANOSSA

Homem prevenido é mais saudável

Principais causas de morte são as doenças isquêmicas do coração e cerebrovasculares

É muito comum as mulheres procurarem um médico pelo menos uma vez ao ano, mas raramente se houve falar que um homem cumpra a mesma rotina. Mas, os exames periódicos são necessários para ambos os sexos, tanto para diagnosticar doenças graves em estágio inicial como para tratar patologias simples, que podem se transformar em algo mais difícil de curar. Por isso, a visita periódica ao médico é fundamental para manter a saúde do homem. 

De acordo com o urologista Cláudio Telöken, chefe do Ambulatório de Andrologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, os homens só vão ao consultório quando os sintomas são muito fortes e incômodos. Segundo o Ministério da Saúde, a cada três pessoas que morrem no Brasil, duas são homens. A principal causa de morte são as doenças isquêmicas do coração, entre elas o infarto agudo do miocárdio e, em segundo lugar, as doenças cerebrovasculares. “Muitas doenças, principalmente as crônicas, como o diabetes, a hipertensão arterial e o colesterol alto, poderiam ser evitadas com consultas preventivas”, afirma.

 

Disfunção erétil

Normalmente as pessoas relacionam dificuldades de ereção (DE) à idade avançada ou a problemas emocionais, mas muitos homens apresentam-na como sintoma de patologias crônicas, entre as quais hipertensão arterial, infarto do miocárdio ou doenças respiratórias. “Homens acometidos pela DE têm mais chances de apresentar alterações cardiovasculares, já que ambas as complicações têm em sua origem algum comprometimento na circulação arterial”, ressalta.

O médico explica que a obstrução das artérias cavernosas, que irrigam sangue para o pênis e são mais finas, ocorre antes da obstrução das artérias coronárias. Além disso, muitas vezes, a DE é um alerta do organismo indicando que algo não vai bem. “A doença também está ligada à apneia do sono – problema responsável por interromper a respiração rapidamente”, relaciona. Um dos sintomas da apneia é o ronco, que também prejudica muito a qualidade do descanso e, consequentemente, pode alterar funções metabólicas. “Assim, além de não dormir bem, o homem não oxigena os músculos penianos de forma satisfatória”, afirma o especialista.

De acordo com o estudo Mosaico Brasil, mais de 50% dos brasileiros acima dos 40 anos têm algum grau de disfunção erétil. Muitos desses homens podem estar apresentando o primeiro sinal de uma doença crônica, que pode ter cura se for prevenida e tratada. “É importante quebrar os tabus sociais e procurar o médico quando o corpo der qualquer sinal de que não está bem, independente da idade, pois existem tratamentos para todos os graus de DE”, encoraja Telöken.

 
Reportagem: Alexandra Duarte


Siga o SERRANOSSA!

Twitter: @SERRANOSSA

Facebook: Grupo SERRANOSSA




Curta o SERRANOSSA