Vida & Estilo
02/01/2019 10:33:35, escrita por Greice Scotton Locatelli

Relato de paciente: mudei meus hábitos ruins graças à hipnose condicionativa

“Sempre fui uma pessoa determinada em muitos aspectos da vida, exceto quando se tratava da minha própria saúde. A vontade de comer besteiras e o descontrole em relação ao açúcar, associado à falta de motivação para praticar exercícios, me assombraram durante muitos anos e, obviamente, eram perceptíveis na balança. Foram várias tentativas de mudar – algumas até com sucesso, mas nunca eficazes o suficiente para melhorar meus hábitos de forma definitiva. Eu fazia dietas da moda, começava a frequentar academia, cortava radicalmente doces, refrigerantes, frituras (aquele ‘combo’ tradicional) e isso durava no máximo alguns meses. O primeiro ‘pé na jaca’ era sempre o recomeço do caos: largava tudo e voltava a me alimentar como antes e a ser novamente sedentária. Resultado: efeito sanfona e reflexos na saúde”. O depoimento da advogada Janaína, de 33 anos, é a realidade de muitas pessoas que convivem com hábitos ruins e que lutam dia após dia para mudá-los.

 


 

Ela conta que tentou diversas técnicas, desde o uso de medicamentos controlados, para inibir o apetite, até promessas de ir a pé até Caravaggio caso conseguisse viver de uma forma mais saudável. “Quando os exames apontam que a sua saúde não vai bem e você sabe que o problema principal é alimentação, a tendência é acreditar em qualquer coisa que possa ajudar a melhorar, afinal é um problema que você está causando a si mesmo, mas contra o qual nem sempre encontra forças para lutar”, comenta Janaína. Para ela, a técnica que mais surtiu efeito foi a hipnose condicionativa. “Procurei ajuda focada em resolver esse problema. Eu queria, – aliás, mais do que isso, eu precisava – me exercitar e moderar a alimentação. Ia muito além da aparência física, era uma questão de saúde e de qualidade de vida. Não queria morrer jovem e deixar meu marido e meus filhos”, confidencia. 

 


 

A advogada se submeteu a 10 sessões de hipnose e se diz satisfeita com os resultados: “a mudança foi gradual. Logo nas primeiras sessões eu consegui diminuir a compulsão alimentar a partir do momento em que interiorizei que não dá para descontar as frustrações emocionais na comida e que não existe um botão que pode ser “desligado”. É um desafio permanente, que enfrento a cada ida ao supermercado. Sabe aquele papo de ‘comer para viver e não viver para comer’? Com o passar do tempo, passei a fazer escolhas melhores, uma por vez. Depois, o hábito de praticar exercícios acabou virando uma rotina prazerosa. Sou uma nova pessoa”, garante.

 


Reprodução/SERRANOSSA

 

Resultados rápidos

A Hipnóloga Condicionativa Adriele Sopelsa, de Garibaldi, diz que os efeitos variam de pessoa para pessoa e que é preciso querer mudar. Ela comenta que os resultados começam a aparecer já nas primeiras sessões e que essa rapidez é possível porque através da hipnose condicionativa ocorre uma “limpeza” de bloqueios e traumas, sendo que os traumas é que originam os problemas ou dificuldades: “As pessoas percebem diversas mudanças, pois são recondicionadas para terem uma melhor qualidade de vida. Sentem mais calma e tranquilidade para lidar com os desafios ou conflitos no cotidiano e relatam melhora no sono e na autoestima”. 

Adriele Sopelsa é Hipnóloga Condicionativa (Terapeuta Holística), Pós-graduada em Psicologia Transpessoal e membro do Instituto Brasileiro de Hipnologia. Os atendimentos ocorrem em Garibaldi. Mais informações pelo telefone (54) 99936 4051 ou através do e-mail adsopelsa@ibest.com.br. 




Curta o SERRANOSSA