Vida & Estilo
22/03/2019 14:21:47, escrita por SERRANOSSA

Perda da audição em idosos pode aumentar chances de depressão

Com o passar dos anos, algumas funções do nosso corpo vão tendo seu funcionamento prejudicado. A audição é uma delas. Uma pesquisa estudou como a perda auditiva impacta a saúde mental de idosos e descobriu que o problema está associado a um risco maior de depressão.


O estudo foi feito com 5.239 pessoas que tinham mais de 50 anos. Eles fizeram testes de audição e também foram questionados sobre sintomas de depressão.


Os pesquisadores descobriram que os indivíduos com perda auditiva leve eram quase duas vezes mais propensos a ter sintomas clinicamente significativos de depressão do que aqueles com audição normal. Além disso, os que tinham perda auditiva severa tiveram quatro vezes mais chances de ter sintomas depressivos.


"As pessoas com perda auditiva têm dificuldade para se comunicar e tendem a se tornar mais isoladas socialmente, e o isolamento social pode levar à depressão", explica Justin S. Golub, autor da pesquisa, feita pela Universidade de Columbia, nos EUA.

 

Prevenção à perda de audição
Apesar de a perda auditiva em idosos ser comum, a melhor forma de evitar problemas auditivos é, sempre que possível, não ficar em ambientes com muito barulho ou ouvir música alto demais. No caso de trabalhos que envolvam muitos ruídos, é importante verificar as proteções necessárias e disponíveis para cada caso e nunca trabalhar sem elas.
 



O SERRANOSSA não se responsabiliza pelas opiniões expressadas nos comentários deixados pelos leitores e adverte que o conteúdo pode ser reproduzido em reportagens. O teor das mensagens está sujeito a moderação.



Curta o SERRANOSSA