Vida & Estilo
31/01/2020 12:00:23, escrita por SERRANOSSA

Café depois do almoço deve ser evitado

Minha Vida

Muitas pessoas têm o hábito de tomar um cafezinho após o almoço. Mas o ato que parece inofensivo pode não ser tão saudável quanto pensamos. Isso acontece porque a cafeína é um estimulante e seu consumo deve ser controlado.
Nas palavras do nutrólogo Roberto Navarro, bioquimicamente falando a cafeína é classificada como alcaloide e é possível encontrarmos diversas plantas que possuem a substância em sua composição.

Dessa forma, em bebidas e alimentos com erva-mate, guaraná, cacau e cola também é possível encontrarmos a cafeína. Então, o cuidado não deve ser apenas voltado para o café, mas para essas categorias também.

Isso porque, segundo a nutricionista funcional Patrícia Davidson Haiat, em vídeo no seu canal do YouTube, o problema da cafeína é que ela aumenta a produção de adrenalina e cortisol.

E “o cortisol é vulgarmente conhecido como hormônio do estresse, porque é isso que ele provoca no nosso corpo. Os altos níveis de estresse provocam ansiedade, nervosismo e irritabilidade em quem excede a quantidade ideal de cafeína”, explica Patrícia.


 

LIMITE DE CAFÉ POR DIA
Você deve estar se perguntando qual é a quantidade ideal de café ou cafeína que podemos consumir. Mas a nutricionista funcional responde: não existe. De acordo com ela, cada pessoa processa a cafeína de uma forma diferente no organismo, algumas mais lentas e outras de forma mais rápida.

Entretanto, não significa que as pessoas que consomem a cafeína de forma mais rápida devem consumi-la em maior quantidade. “Até porque o café faz a gente perder alguns minerais importantes, como é o caso do ferro”, explica Patrícia.
E a nutricionista alerta: pessoas que têm o hábito de tomar o café ou qualquer outra bebida com cafeína (como os chás gelados e refrigerantes) durante as refeições aumentam as chances de desenvolverem anemia.

MELHOR HORA PARA TOMAR CAFÉ
O recomendado pela nutricionista é parar de consumir até as 14h. “Pessoas que metabolizam a substância de forma muito lenta podem ficar com a cafeína ingerida de manhã por até 14 horas em sua circulação.

Sendo assim, o consumo mesmo feito de manhã ou de tarde pode atrapalhar a pessoa a pegar no sono ou influenciar em sua qualidade, fazendo com que acorde várias vezes durante a noite.

“O problema é que no dia seguinte a pessoa acorda sem energia alguma, totalmente indisposta e aí volta a tomar café para melhorar a disposição e acaba entrando em um ciclo vicioso”, finaliza Patrícia.


 




Curta o SERRANOSSA