• Vinícola Garibaldi

Outono começa nesta quarta com previsão de temperaturas altas e chuvas normais

  • Vinícola Garibaldi

A estação inicia nesta quarta-feira, no Hemisfério Sul, e estará sob o efeito do fenômeno La Ninã; a estação segue até o dia 21 de junho

Foto: Fernando Dias/Ascom Seapi

O outono no Hemisfério Sul começa oficialmente na quarta-feira, 20/03, à 0h06 (horário de Brasília) e termina no dia 21 de junho, às 17h51. De acordo com Prognóstico Climático Trimestral, elaborado pelo Sistema de Monitoramento e Alerta Agroclimáticos (Simagro), da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), o outono de 2024 deverá apresentar precipitações regulares e temperaturas acima da média no Rio Grande do Sul.

No decorrer dos meses de abril, maio e junho há previsão do fim do evento El Niño, o que implicará num curto período de neutralidade no fim da estação, visto que as projeções numéricas indicam o retorno do fenômeno La Niña no princípio do próximo inverno.

Dessa forma, nos meses de abril e maio são esperadas precipitações próximas da normalidade na maioria das regiões, com volumes inferiores à média nos setores Norte e Noroeste. Em junho, as previsões indicam chuva mais abundante e durante o mês os totais deverão superar a média normal em todo Estado. O prognóstico das temperaturas médias destaca que o trimestre deverá apresentar valores superiores à média nos meses de abril e maio, com projeção de valores próximos da normalidade no mês de junho.

Chuva

Abril: Chuva próximo da média na maioria dos municípios, com valores ligeiramente inferiores à média normal nos setores Norte e Noroeste.

Maio: Previsão de chuva dentro da normalidade na maioria das regiões, com valores abaixo da média nas regiões Norte e Noroeste.

Junho: Chuva acima da normalidade em todo o Estado.

Temperatura Média

Abril: Valores acima da normalidade em todo o Estado.

Maio: Superior à média em todas as regiões.

Junho: Dentro do padrão normal na maior parte do Estado, com valores ligeiramente mais elevados no Litoral e inferiores à média normal no setor Norte.