• Vinícola Garibaldi

Padre de Canela é condenado por assédio sexual contra adolescente de 16 anos

  • Posto Ravanello
  • Vinícola Garibaldi

O padre Vanderlei Barcelos de Borba foi condenado a uma pena de um ano, três meses e 29 dias de detenção, substituída pelo pagamento de cinco salários mínimos. Cabe recurso da decisão

O padre Vanderlei Barcelos de Borba foi condenado a uma pena de um ano, três meses e 29 dias de detenção, substituída pelo pagamento de cinco salários mínimos. Cabe recurso da decisão.
Imagem: Reprodução/Facebook/Paróquia de Canela

A Justiça de Canela condenou o padre Vanderlei Barcelos de Borba por assédio sexual contra uma adolescente de 16 anos. Segundo a denúncia do Ministério Público, o crime ocorreu entre junho de 2021 e fevereiro de 2022, nas dependências da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes — Catedral de Pedra. O religioso desempenhava a função de pároco, enquanto a jovem era secretária do local.

O sacerdote foi condenado a uma pena de um ano, três meses e 29 dias de detenção, substituída pelo pagamento de cinco salários mínimos. A sentença foi proferida em 1º de março pela Juíza de Direito da Comarca de Canela, Simone Chalela. Cabe recurso da decisão.

Conforme a acusação, entre junho de 2021 e fevereiro de 2022, o padre fazia propostas à vítima, oferecendo uma “vida de luxo e viagens”.

“O favorecimento sexual decorreu, inegavelmente, da condição de prestígio e de superior hierárquico inerente ao exercício da função de sacerdote, como bem ventilado pelo Ministério Público. Ademais, apesar de o réu afirmar que não usou de violência para se favorecer sexualmente da vítima, é evidente que seu cargo e sua função religiosa, por si só, já eram capazes de constranger a vítima, de modo que visivelmente abusou de seu cargo para constrangê-la”, destacou a magistrada.