• Vinícola Garibaldi
  • Naturepet Pharma
  • Ótica Debianchi Lente em Dobro
  • Envase

Polícia Federal apura desvio no Programa Auxílio Emergencial

  • Envase
  • Naturepet Pharma
  • Vinícola Garibaldi
  • Debianchi
  • Posto Ravanello

Organização criminosa movimentou valores que ultrapassam os R$ 50 milhões, com mais de 10 mil contas fraudadas

Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 07/03, a “Operação Apateones”, com o objetivo de desarticular organizações criminosas espalhadas pelo país, voltadas à fraude ao programa Auxílio Emergencial.

No total, 200 policiais federais dão cumprimento a 47 mandados de busca e dois mandados de prisão preventiva, em endereços do Rio Grande do Sul, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal.

A investigação foi iniciada em 2020, com base em informação encaminhada pela Caixa Econômica Federal à Polícia Federal em Brasília com dados sobre 91 benefícios de Auxílio Emergencial fraudados, no valor total de R$ 54 mil e desviados para duas contas bancárias de pessoa física e de pessoa jurídica em Indaiatuba/SP.

O rastreamento inicial das transações indicou que parte dos envolvidos nas fraudes estavam situados em Goiás e Rondônia. Em um segundo estágio da investigação, verificou-se que os investigados receberam valores provenientes de cerca de 360 contas do Auxílio Emergencial fraudadas por meio de pagamento de boletos e transferências bancárias.

Após análises de relatórios de inteligência financeira e quebra de sigilos bancários, estima-se que a organização criminosa movimentou valores que ultrapassam os R$ 50 milhões, com mais de 10 mil contas fraudadas.