• Vinícola Garibaldi

Protetora pede auxílio para evitar eutanásia de gatinho doente em Bento

  • Vinícola Garibaldi

Elenir de Souza encaminhou animal para uma clínica veterinária, onde foi diagnosticado com esporotricose, uma doença contagiosa, além de Felv (leucemia felina). Agora, ele precisa encontrar uma família que aceite continuar seu tratamento ou uma clínica com isolamento

A protetora de animais Elenir de Souza, de Bento Gonçalves, está fazendo um apelo para a comunidade ajudar o gatinho Mimi, resgatado há cerca de um mês no bairro Nossa Senhora da Saúde. Uma moradora teria entrado em contato com Elenir para pedir ajuda ao gatinho, que estava doente nas ruas. O animal foi encaminhado a uma clínica veterinária, onde foi diagnosticado com esporotricose – uma infecção por fungo – além de ter testado positivo para a Felv (leucemia felina).

Diante da doença contagiosa, a clínica tem solicitado que o animal seja retirado do local para continuar o tratamento em isolamento. Caso contrário, a sugestão é que seja feita eutanásia no Mimi. “Ele está comendo e fazendo suas necessidades. Ele está tentando lutar. Não vou conseguir fazer isso”, lamenta a protetora.

Agora, Elenir está em busca de uma família que aceite cuidar do animal durante seu tratamento ou de uma clínica que tenha isolamento para o bichinho. “É uma doença cruel que demora para melhorar. Precisamos de alguém paciente que aceite lutar junto com ele. Ou de alguma clínica que abra as portas pra ele”, implora.

Quem puder contribuir de alguma forma, pode entrar em contato diretamente com Elenir pelo telefone 99180-1518. Para doações de valores, o pix é o 54991801518 (lane confecções).