• Vinícola Garibaldi

“Se a gente deixar eles tranquilos, eles tomam conta”, diz prefeito sobre moradores de rua

  • Vinícola Garibaldi

Em vídeo publicado nas redes sociais, na Praça Vico Barbieri, no Centro de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira, acompanhou agentes da Guarda Civil Municipal em ação

Foto: Reprodução/Instagram

Na manhã de segunda-feira, 12/02, o prefeito de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira (PSDB), acompanhou uma ação da Guarda Civil Municipal (GCM) na retirada de moradores de rua de praças da cidade.

Em vídeo publicado nas redes sociais, na Praça Vico Barbieri, no Centro de Bento, Siqueira, acompanhado de agentes da GCM, afirmou que “se a gente deixar eles tranquilos, eles tomam conta”, se referindo à ocupação dos moradores em praças, principalmente, aquelas frequentadas por crianças e famílias.

As imagens mostram um homem sendo revistado e o prefeito afirmando que, após a assistência social e a saúde intervirem nos casos, é a vez da segurança pública agir diariamente. A assessoria de comunicação da prefeitura afirmou à reportagem que “essas ações são realizadas constantemente pela GCM”.

“A gente tem aqui o pessoal que doa comida. Entidades, associações, tem muita gente de bom coração aqui em Bento. E a gente vê, o pessoal pega o dinheiro pra tomar cachaça, usar droga, e o que a gente sempre pede pra todo cidadão: ofereça emprego, ofereça comida, mas dinheiro não. Isso aí é para alimentar o vício das pessoas”, disse Siqueira no vídeo.

Siqueira também cita as opções de que essas pessoas tem, como ajuda nos Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), na Comunidade Terapêutica ou na Casa de Passagem.

Foto: Ascom/Divulgação

A assessoria da comunicação da prefeitura informou que, em caso de posse de drogas ou de itens furtados, o indivíduo é encaminhado para a Polícia Civil.

“Todos são orientados a buscar o serviço social (o qual também é realizado de forma proativa pela Sedes [secretaria de Esportes e Desenvolvimento Social]). Temos a Casa de Passagem, que hospeda moradores de rua todos os dias do ano. Vagas de emprego também são ofertadas. No caso de alcoolismo e drogadição, buscar o Caps AD e, posteriormente, a internação na comunidade terapêutica”, finaliza a nota.