Vídeos
22/11/2020 11:47:44

Áudios de superintendente do Tacchini alertam para número crescente de casos de Covid-19, em Bento


Neste fim de semana, áudios atribuídos ao superintendente do Hospital Tacchini, Hilton Mancio, viralizaram em Bento e na região por conta de seu conteúdo: o líder do hospital comunicava aos conselheiros a preocupação com o aumento de casos de Covid-19 na cidade. Segundo ele, o número de pessoas em isolamento confirmadas com coronavírus é o maior desde o início da pandemia e, por este motivo, o comitê interno de crise foi reativado.

Mancio, através da assessoria de imprensa, afirmou que os áudios foram direcionados exclusivamente ao grupo de conselheiros do Hospital Tacchini, mas “em momento algum tiveram caráter confidencial”. Segundo Mancio, as informações não são novidades. “O número crescente de casos pode ser constatado facilmente a partir dos boletins informativos diários do Comitê Municipal de Atenção ao Coronavírus. Os números de infectados ativos que procuram o Hospital Tacchini são repassados diariamente ao município (tenham eles plano de saúde Tacchimed ou não), justamente para que o mesmo realize esse controle da forma mais eficaz possível”, destaca.

O superintendente afirma que o número alto de confirmados ainda não refletiu na demanda do hospital, mas a tendência é que isso mude nas próximas semanas. “Nós precisamos, através das nossas relações pessoais, reforçar com urgência os cuidados de uso de máscara, de manter as janelas abertas em ambientes fechados, de evitar aglomerações. Sabemos que vão haver encontros familiares no final do ano, mas não dá para relaxar destes cuidados”, destaca Mancio nos áudios. Ele ainda afirma que as lives semanais do Tacchini não vão ser retomadas, a fim de alertar a população, mas que os conselheiros precisam ter ciência da atual situação da pandemia no hospital. “Identificamos essa mudança de curva muito rapidamente”.

Mancio alerta que se não forem tomadas as medidas necessárias, o que está ocorrendo em outros países pode acontecer em Bento também. “Não queremos lidar com aquelas situações que afetam a economia e outras frentes. Por isso, precisamos evitar jantas e evitar restaurantes. É hora de evitar aglomerações de pessoas”, pontua.

Para tentar diminuir a onda, o hospital vai reforçar a campanha de conscientização para evitar que uma segunda onda atinja em Bento. “Vamos trabalhar forte nisso, reforçar as medidas de prevenção, pois ainda temos tempo de reverter uma eventual situação que possa vir acontecer”, finaliza.
A instituição irá trabalhar a divulgação da campanha de conscientização com as seguintes mensagens:









Curta o SERRANOSSA