• Debianchi
  • Vinícola Garibaldi
  • Naturepet Pharma
  • Posto Ravanello
  • Envase

Vigilância Sanitária de Caxias interdita 14 câmaras de bronzeamento artificial

  • Envase
  • Vinícola Garibaldi
  • Ótica Debianchi Lente em Dobro
  • Naturepet Pharma

A utilização da máquina é proibida no Brasil desde 2009 devido a emissão de radiação ultravioleta (UV) e aos riscos para desenvolvimento de câncer de pele

Foto: SMS Caxias do Sul/Divulgação

A Vigilância Sanitária de Caxias do Sul interditou 14 câmaras de bronzeamento artificial e autuou oito locais que prestam serviço de estética com uso do equipamento no município, no dia 14 de março. O órgão da Secretaria da Saúde (SMS) atendeu a denúncias recebidas pelo Alô, Caxias.

A utilização da máquina é proibida no Brasil desde 2009 devido a emissão de radiação ultravioleta (UV) e aos riscos para desenvolvimento de câncer de pele.

A diretora das Vigilâncias em Saúde, Sandra Tonet, alerta que as pessoas não utilizem esses meios de bronzeamento artificial, pois o risco de adquirir câncer de pele é maior. Sobre as denúncias, ela destaca que “a população também pode auxiliar denunciando, pois muitos locais não têm nem alvará [para qualquer atividade] e isso dificulta muito com que a fiscalização chegue nesse local”, explica.

A Vigilância Sanitária da cidade não licencia a atividade, podendo multar, interditar o local, e apreender o equipamento.