• Vinícola Garibaldi

Homem volta a sentir pernas após acidente em academia

  • Vinícola Garibaldi

“Um dia, todos me verão andar e isso não vai demorar muito. Vai dar certo”, afirma

Foto: Reprodução

Regilânio da Silva Inácio, de 42 anos, relatou à CNN ter recuperado parcialmente a sensibilidade em suas pernas. Ele foi atingido por um aparelho de academia em Juazeiro do Norte, no Ceará, na sexta-feira, 4 de agosto, e teve alta do hospital, após cirurgia, no dia 10 do mesmo mês.

De acordo com Regilânio, o tratamento é difícil e exige paciência, mas trouxe resultados positivos. “Eu só sentia do umbigo para cima. Após a cirurgia, já começou a aparecer alguma sensibilidade no meu quadril. Hoje, a coxa direita está bem sensível e eu sinto até se tocarem um pano ali”, contou.

Confira o momento do acidente:

A fisioterapeuta Denise Silva, profissional que acompanha o processo de reabilitação de Regilânio, relatou que ele recebe sessões de fisioterapia com massagens e exercícios físicos diariamente. “Em poucos atendimentos, ele já começou a apresentar um quadro muito bom, muito positivo”.

“Aos pouquinhos, a sensibilidade já está voltando, e existe um progresso na área da coxa, região do joelho. Estamos confiantes e focados no tratamento”, destacou a fisioterapeuta.

Para Regilânio, o momento tem marcado um recomeço. “É uma nova vida. Tudo muda e é diferente. Estou melhorando a cada dia que passa. Um dia, todos me verão andar e isso não vai demorar muito. Vai dar certo”.

Relembre o caso

Um aparelho de musculação caiu por cima dos ombros do aluno e provocou graves lesões. Ele foi atingido por uma máquina chamada “hack squat”, utilizada para fazer agachamento convencional. O acidente causou uma lesão na coluna considerada gravíssima pelos médicos. No dia 05 de agosto, Regilânio passou por uma cirurgia de quatro horas.

A cirurgia consistiu em colocar pinos e parafusos para redução da fratura, com o objetivo de fazer o realinhamento ósseo e descompressão da medula. Em nota, o Hospital Santo Antônio, da cidade de Barbalha, onde ocorreu a cirurgia, divulgou que a cirurgia foi concluída e que o paciente tem chances mínimas de voltar a andar. “Sobre a lesão grave na coluna, o paciente tem menos de 1% de chance de voltar a andar”, informava a nota.

Fonte: CNN Brasil