• Vinícola Garibaldi

Meu familiar pede para ir pra casa todos os dias, o que fazer?

  • Vinícola Garibaldi
Foto: Freepik

“Andreza o que eu faço para que minha mãe entenda que ela está na casa dela? Todos os dias ela pede para ir pra casa, ela quer ir pra casa, chama os pais. Eu não sei o que fazer, pois minha mãe já está na casa dela, ela mora nessa casa há muitos anos.”

Precisamos, a partir deste pedido, ter a consciência de que a pessoa que tem Alzheimer, ou qualquer outra demência, pode ter a síndrome do pôr do sol. Mas o que seria isso?

Quando começa a entardecer, o nosso organismo começa a mudar, pois estamos prestes a receber a ‘vibe’ do sono, ou melhor dizendo, o hormônio do sono, que é a melatonina. Acontece naturalmente. Muitas vezes ficamos mal humorados e irritados sem perceber, pois somos lúcidos, temos filtro social, então não reagimos muito, mas no geral, a maioria das pessoas sente um incômodo em relação a esse horário e muitos o manifestam.

A pessoa com demência fica muito confusa na hora da Síndrome do pôr do sol. Geralmente, pede para ir pra casa e às vezes isso pode acontecer também quando ela está com alguma ansiedade ou angustiada.

Quero que fique claro: esse pedido “quero ir pra casa” não é um lugar específico, a pessoa simplesmente está fazendo um pedido de socorro, essa pessoa quer ser acolhida, está com medo, ansiosa e confusa.

Muitas vezes ela nem sabe o que ela quer, mas o que ela precisa é ser acolhida, ter alguém para estar ao lado, para segurar sua mão e dizer: “Eu estou aqui com você”, “não sinta medo”, “eu vou cuidar de você”, “eu vou te levar pra casa”, “vamos fazer um lanche, depois eu te levo para sua casa”.

Você não precisa dizer que ela já está na casa dela, aliás, não é adequado que você fale isso para alguém que está pedindo para ir para casa, pois, naquele momento, ela não se sente em casa.

Andreza Lazzarotto | Psicóloga clínica CRP 07/37129 | Especializanda em Psicogerontologia
Foto: William Camargo

Então por que ela pede pra ir pra casa? Qual lugar mais seguro onde você confia e tem acolhimento? Provavelmente seja sua casa, onde nós buscamos segurança, proteção e acolhimento?

A pessoa com demência precisa se sentir acolhida, se sentir segura, ela está com medo e confusa, então ela pede pra ir pra casa e você vai acolher esse sentimento, chamar para tomar um chá, ouvir uma música, conversar, segurar a mão dessa pessoa, passar segurança!

Esse momento vai passar e a pessoa vai melhorar, e pode ser que no dia seguinte ela faça a mesma coisa. O que você vai fazer?  Você vai fazer a mesma coisa! Acolher, passar segurança, falar em tom de voz tranquilo, segurar na mão e dizer: “fique tranquila, eu estou aqui com você, eu vou cuidar de você, confie em mim”.

É muito importante essa segurança, pois você é uma das pessoas que está no comando desse cuidado. É possível contornar de forma leve.