• Vinícola Garibaldi

Prefeitura de Caxias encaminha moradores de rua para assistência após assassinato

  • Vinícola Garibaldi

Na noite de sábado, 24/02, José Monteiro da Silveira, de 35 anos, foi morto a facadas por um homem em situação de rua

Foto: Andreia Copini

Na primeira noite de força-tarefa, na segunda-feira, 26/02, pessoas que se encontravam em situação de rua em Caxias do Sul foram encaminhadas aos serviços de assistência e de saúde já oferecidos pelo município. O trabalho realizado em conjunto por equipes da Fundação de Assistência Social (FAS) e Secretaria Municipal da Saúde teve como objetivo potencializar a adesão e oferta de acolhimento institucional e encaminhamento para tratamento em Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

A Codeca e Guarda Municipal acompanharam a ação visando à proteção dos servidores que estavam atuando e prestando auxílio necessário dentro das suas áreas de intervenção. As abordagens continuaram na terça-feira, 27/02.

Durante as abordagens de segunda, seis pessoas foram atendidas em dois pontos diferentes da cidade. Quatro foram encaminhadas para os serviços de acolhimento da Assistência Social, sendo que duas delas manifestaram que estavam apenas de passagem pela cidade. Uma das pessoas acolhidas foi também encaminhada para o Centros de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS) para tratar da dependência química.

A ação da prefeitura vem após José Monteiro da Silveira, de 35 anos, ser morto a facadas na noite de sábado, 24/02, no bairro Rio Branco, por um morador de rua em surto, de 39 anos. De acordo com a Brigada Militar (BM), o José passeava, por volta das 23h30, com seu cachorro, nas proximidades de sua casa, quando foi atacado por golpes de facas pelo homem, que tem passagens pela polícia por três homicídios, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de entorpecentes, entre outros.