• Vinícola Garibaldi

Inter demite intérprete do Saci após indiciamento por importunação sexual

  • Vinícola Garibaldi

O homem foi identificado como Gustavo Acioli Astarita, de 30 anos

Foto: SC Internacional/Divulgação

Na tarde de quinta-feira, 14/03, o Internacional anunciou a demissão do funcionário que interpretava o mascote Saci. Mais cedo, Gustavo Acioli Astarita, de 30 anos, foi indiciado por importunação sexual contra uma repórter e uma torcedora.

No comunicado em que anunciou a demissão, o Inter afirmou que segue à disposição das autoridades e manifestou “solidariedade com as mulheres envolvidas neste episódio”.

Indiciamento

“Após a realização de diligências, análise das imagens das câmeras de vide monitoramento,  juntada de documentos, oitiva das vítimas, testemunhas e, por fim, o interrogatório do investigado, e com base nos elementos informativos colhidos durante o trâmite do procedimento, constatou-se que o suspeito cometeu o crime de importunação sexual contra as duas vítimas”, dizia da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre.

Astarita estava afastado do cargo desde 26 de fevereiro. A importunação sexual teria acontecido no dia 25 de fevereiro, durante o clássico Gre-Nal.

A primeira denúncia foi feita pela pela repórter Gisele Kümpel, do Canal Monumental (portal identificado com o Grêmio), que relatou ter sido beijada pelo mascote após o gol de Alan Patrick, o terceiro do colorado na partida. Em 3 de março, a Justiça do Rio Grande do Sul concedeu uma medida protetiva à repórter.

A segunda queixa partiu de uma torcedora colorada que buscava uma foto com o personagem. Ela disse ter sido segurada à força pelo homem e ouvido uma frase de conotação sexual, afirmando que “se sentia como um adolescente na puberdade ao lado dela”.

Nota do Internacional:

“O Sport Club Internacional comunica que o ator que interpretava o seu mascote não faz mais parte do quadro de funcionários do Inter.

O Clube reitera que segue à disposição das autoridades para prestar os esclarecimentos necessários para a depuração dos fatos. Também reforça sua solidariedade com as mulheres envolvidas neste episódio, seguindo à disposição tanto delas quanto das autoridades.

Ainda, o Inter informa que mantém suas iniciativas de conscientização e prevenção internas, incluindo às pessoas responsáveis pela interpretação do Saci.

Por fim, o Clube do Povo reafirma seu comprometimento social e institucional, com as diversas campanhas e ações já realizadas em seus canais de divulgação para o público externo, ressaltando o repúdio a qualquer tipo de importunação, discriminação e preconceito, bem como seu compromisso para que o Beira-Rio seja sempre um lugar seguro e acolhedor para todas as pessoas.”

*Com informações de g1 RS